OBEC promove II Encontro Internacional da Economia Criativa

OBEC promove II Encontro Internacional da Economia Criativa

A Economia Criativa, um dos debates de maior relevância na contemporaneidade, é o fio condutor do II Encontro Internacional da Economia Criativa (#EIEC2015). Com uma programação diversificada, o evento acontecerá no período de 25 a 27 de novembro de 2015, no Teatro Gregório de Mattos e no Espaço Cultural da Barroquinha, na Praça Castro Alves, no centro da capital baiana. O encontro é organizado pelo Observatório da Economia Criativa da Bahia (OBEC-BA), projeto do IHAC fruto da cooperação entre o Ministério da Cultura e a UFBA. cartaz1

O #EIEC2015 pretende conectar o debate teórico com as práticas da Economia Criativa a fim de refletir sobre tendências contemporâneas e promover o fortalecimento de redes de atores criativos. A programação está focada em discussões conceituais e na troca de experiências sobre a sustentabilidade da Economia Criativa, inovação e empreendedorismo nos seguintes setores: Moda, Música, Audiovisual, Games, Festas e Gastronomia.

Durante três dias o evento reunirá artistas, produtores, gestores e pesquisadores dos setores criativos, além de representantes de organizações públicas, privadas e da sociedade civil, do cenário local, nacional e internacional. Já estão confirmados participantes da Austrália, da Bélgica, da França e do Uruguai, além de diversos estados brasileiros, como Pernambuco, São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás e Rio Grande do Sul.

Um dos destaques da programaçãé o australiano David Throsby, um dos mais aclamados nomes no debate sobre economia da cultura na atualidade. Distinto professor do Departamento de Economia da Universidade de Macquarie (Sydney-Austrália), Throsby é conhecido internacionalmente por seu trabalho como economista com interesses específicos na economia das artes e da cultura. As pesquisas do autor destacam o papel da cultura no desenvolvimento econômico, a situação econômica dos artistas individuais, a economia das artes do espetáculo e as indústrias criativas. Publicou vários livros e um grande número de relatórios e artigos científicos nestas áreas. Seu livro Economia e Cultura, publicado pela Cambridge University Press em 2001, foi traduzido em oito idiomas. Throsby fará a conferência de abertura do #EIEC2015, no dia 25/11, às 10h30.

Outro destaque na programação do evento é a economista e professora da Universidade de Paris XIII, Françoise Benhamou, uma das principais referências sobre economia da cultura no mundo. Especialista em economia da cultura e mídia, ela échefe do setor de patrimônio do Instituto do Patrimônio Nacional em Paris. Ainda, leciona na Universidade Paris-I, no Instituto Nacional do Audiovisual (INA), no Instituto do Patrimônio Nacional, na Universidade de Turim e na Universidade de Senghor. Autora de diversas publicações, teve o livro Economia da Cultura, traduzido para diversos idiomas. Benhamou fará a conferência de encerramento do #EIEC2015, no dia 27/11, às 16h30.

Além das conferências programadas para a abertura e o encerramento, o II Encontro Internacional da Economia Criativa contará com painéis sobre temas como  exportação de produtos e serviços culturais; financiamento colaborativo; cultura, sustentabilidade e redes colaborativas; e indicadores e gestão cultural. Todos serão debatidos por profissionais e pesquisadores das áreas relacionadas.

Haverá, também, a apresentação de Casos Criativos, com relatos de experiência de profissionais dos campos cultural e artístico da cidade; e, ainda, a série sobre empreendedorismo criativo, conduzido por nomes como Marcia Ganem (moda), Katia Najara (gastronomia), Letieres Leite (música), Mateus Damasceno (audiovisual), Lynn Alves (games) e Piti Canella (festas e eventos).

As inscrições para o II Encontro Internacional de Economia Criativa são gratuitas e já podem ser feitas através do site oficial do evento (http://eiec.ufba.br/). A programação completa também já está disponível neste link.

Assinam a realização do #EIEC2015 o Observatório da Economia Criativa do Estado da Bahia (OBEC-BA), o Instituto de Humanidades, Artes e Ciências (IHAC), da Universidade Federal da Bahia (UFBA); o Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas (Cecult), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); o Ministério da Cultura (MinC) e o Instituto Pensar. O evento conta com apoiadores diversos como o Espaço Cultural da Barroquinha e o Teatro Gregório de Mattos, da Prefeitura Municipal de Salvador; o Bahia Criativa e a Escola de Dança da Funceb, da Secretaria de Cultura da Bahia;  a CIPÓ Comunicação Interativa e a Oi Kabum! Escola de Arte e Tecnologia; o Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade, da UFBA; e o Goethe Institut.

 

SERVIÇO

II Encontro Internacional da Economia Criativa

Data: 25 a 25 de novembro de 2015
Local: Teatro Gregório de Mattos e Espaço Cultural da Barroquinha
Inscrições gratuitas: http://eiec.ufba.br

Doutorando do Pós-Cultura