GP Poéticas convida para palestras na ação de extensão “Experiências do Corpo nas Artes em Fronteiras”

GP Poéticas convida para palestras na ação de extensão “Experiências do Corpo nas Artes em Fronteiras”

O Grupo de Pesquisa Poéticas Tecnológicas – Corpoaudiovisual (GP Poéticas/IHAC/UFBA) convida a todos para as ações de extensão “Experiências do Corpo nas Artes em Fronteiras”. O objetivo dessas atividades é promover o debate com artistas-pesquisadores e suas pesquisas que trabalhem nas fronteiras das linguagens artísticas. Os convidados dessa vez são os professores Leonel Brum e Osmar Gonçalves da UFC. A participação é gratuita e aberta a toda a comunidade acadêmica e externa à UFBA. O local será o Laboratório do GP Poéticas, sala 309 do PAF-V, campus de Ondina da UFBA.

 

 

Palestrante: Prof. Dr. Leonel Brum.

Dia: 25 de abril de 2019.

Hora: 19h.

Local:  Laboratório do Grupo de Pesquisas Poéticas Tecnológicas Corpoaudiovisual  – Sala 309, PAF-V, Campus de Ondina da UFBA.

Título: POONP – Uma dança feita de vídeo

Resumo:

“POONP” é a abreviação de “Por onde os olhos não passam”, videodança criada pela coreógrafa Andrea Maciel e pelo videomaker Paulo Mendel. A palestra propõe uma análise estética e sintética da obra a partir de suas propostas de subversão de espaço e tempo. Essa videodança foi escolhida por ser considerara emblemática nesse contexto.

Mini Bio:

Leonel Brum é codiretor fundador e curador do dança em foco – Festival Internacional de Vídeo & Dança. É doutor em Artes Visuais pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro EBA/UFRJ. Em 2017 desenvolveu pesquisa pós-doutoral pela Ulisboa (Portugal) sobre curadoria dos festivais da Rede Ibero-americana de Videodança, com supervisão do Dr. Daniel Tércio. É professor e coordenador dos cursos de dança do Instituto de Cultura e Arte da Universidade Federal do Ceará – ICA/UFC e coordenador do Midiadança: laboratório de dança e multimídia. Tem livros e artigos publicados sobre dança, história da dança e videodança.

 

Palestrante: Prof. Dr.  Osmar Gonçalves.

Dia: 26 de abril de 2019.

Hora: 9h.

Local: Laboratório do Grupo de Pesquisas Poéticas tecnológicas Corpoaudiovisual (Sala 309, PAF-V, Campus de Ondina da UFBA).

Título: Notas Flanantes: por uma estética do fragmento no audiovisual contemporâneo.

Resumo:

Desde as bienais de Veneza de 1999 e 2001, é possível identificar uma série de cineastas e artistas visuais que tem experimentado com obras curtas, breves, com filmes e instalações que se apresentam como pequenos “mundos interrompidos, pequenos pedaços de vida arrancados ao fluxo das coisas. Nesse trabalho, gostaríamos de pensar o que está em jogo nessas pequenas formas, nesse gesto de redução minimalista, nos colocando em diálogo com a obra Ventania (2016), de Igor Câmara.

Mini-Bio:

Osmar Gonçalves é Doutor em Comunicação pela Universidade Federal de Minas Gerais (2010), com bolsa-sanduíche na Bauhaus-Universität (Alemanha), financiada pelo DAAD/CAPES. Realizou pós-doutorado em Cinema e Arte Contemporânea na Sorbonne Nouvelle (2015), com bolsa CAPES. Atualmente, é coordenador do Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade Federal do Ceará, concentrado principalmente nas áreas de fotografia, teoria da imagem e estética do audiovisual. É coordenador do Seminário Temático Interseções Cinema e Arte da SOCINE e vice-coordenador do GT Comunicação, Arte e Tecnologias da Imagem da COMPÓS. Líder do IMAGO – Laboratório de Estudos de Estética e Imagem, registrado no Diretório do CNPq, Osmar Gonçalves coordena também o projeto de pesquisa Do visível ao inapresentável: apontamentos sobre a fotografia brasileira contemporânea, financiado pelo CNPq (Edital Universal – MCTI/CNPQ Nº 01/2016). Organizou os livros Narrativas Sensoriais: ensaios sobre cinema e arte contemporânea (Circuito, 2014), ganhador do Prêmio FUNARTE de Estímulo à Produção Crítica em Artes Visuais e, junto com Susana Dobal, Fotografia Contemporânea: fronteiras e transgressões (Casa das Musas, 2013).

Assistente em Administração